segunda-feira, 28 de setembro de 2009

XVI Festival de Teatro do Rio

O Festival de Teatro do Rio, realização do Centro Cultural Veiga de Almeida, começa hoje e dura até dia 7 de outubro. Sete peças serão apresentadas Teatro Laura Alvim (Av. Vieira Souto, nº 176, Ipanema). O evento é uma mostra competitiva que premiará com R$2.000,00 o melhor espetáculo por voto popular e com R$2.000,00 o melhor espetáculo por voto do júri.

Em 1993, numa iniciativa de um pequeno grupo teatral na Uversidade Veiga de Almeida teve, origem o atual Festival. Por ser o único que acontece há 16 anos consecutivos na cidade do Rio de Janeiro, passou a se chamar Festival de Teatro do Rio.

Confiram a programação.

Dia 28/09 | 20h – Homenagem
Homenagem e Exposição para o grande ator Milton Gonçalves

A mostra retrata a vida do ator e diretor Milton Gonçalves nos palcos, na TV, no cinema e na luta pela cidadania plena do povo brasileiro, pela integração e pelos direitos da classe. Haverá ainda, projeção de trechos de filmes nos quais Milton atuou ao longo de sua carreira. Também fará parte da homenagem um vídeo com o depoimento da família e de amigos. Haverá ainda, um coquetel de confraternização.

29/09 (3ª feira) | 20h
Peça: Relações –Peça Quase Romântica

Sinopse: Dirigida por Leandro Muniz, o espetáculo é formado por pequenas cenas independentes entre si que falam sobre diferentes relacionamentos amorosos.
Rio de Janeiro/RJ
Diretor: Leandro Muniz
Debatedor: Jair Ribeiro

30/09 (4ª feira) | 20h
Peça: Viúva Porém Honesta

Sinopse: Escrita por Nelson Rodrigues, a montagem conta a história da filha do dono de um grande jornal que, viúva, decide não se sentar nunca mais. O dono do jornal mais importante do país solicita a ajuda de especialistas para a cura do mal que aflige sua filha e até o próprio diabo aparece pra ajudar.
Grupo Cia do Foco
Rio de Janeiro/RJ
Diretor: Dudu Gama
Debatedor: Guti Fraga

01/10 (5ª feira) | 20h
Peça: Filhos do Brasil
Sinopse: O musical, dirigido por Oswaldo Montenegro, é uma mescla de canções e cenas coreografadas inspiradas em textos populares de várias regiões do país. Encenado pela Cia Mulungo, formada por jovens cantores-bailarinos-atores, o espetáculo é uma verdadeira apologia à cultura brasileira.
Grupo Mulungo
Rio de Janeiro/RJ
Diretor Oswaldo Montenegro
Debatedor: Susanna Gruger

02/10 (6ª feira) | 20h
Peça: A Caixa Preta de Medéia

Sinopse: Com prólogo de Heiner Muller e adaptação do texto de Eurípedes, a montagem dirigida por Celina Sodré apresenta personagens fragmentadas em suas personalidades, cada um com sua bagagem de vida, idiossincrasias, vozes, cores e imagens.
Rio de Janeiro/RJ
Diretora Celina Sodré
Debatedor: Mauricio Gonçalves

03/10 (sábado) | 20h
Peça: Meu nome é M

Sinopse: A comédia é dirigida por Ribamar Ribeiro e encenada pelo grupo Os Cênicos Cia de Teatro. O monólogo é apresentado por M, que conta histórias inusitadas e compartilha sua própria vida com o público que, por sua vez, se transforma em cúmplice da personagem.
Grupo Os Cênicos Cia de Teatro
Rio de Janeiro/RJ
Diretor Ribamar Ribeiro
Debatedor: Jean Willys

04/10 (domingo) | 20h
Peça: A Filha da Chacrete

Sinopse: O espetáculo, dirigido por Fernando Maatz e encenado pelo grupo Roda e Avisa Produções, mostra as descobertas de uma criança e sua relação com o mundo. Baseado nas memórias da atriz Camila Rhodi, a peça propõe uma reflexão sobre as grandes tragédias e alegrias de cada um através de pontos comuns à sua vida e de cada espectador.
Grupo Roda e Avisa Produções
Rio de Janeiro/RJ
Diretor Fernando Maatz
Debatedor: Sergio Mota

05/10 (2ª feira) | 20h
Peça: Cantigas do Sol – Dom Quixote de Cordel

Sinopse: Único representante do Nordeste no festival, o musical é dirigido por Vital Santos e encenado pela Dramart Produções. É um espetáculo popular inspirado na poesia de Zé Dantas, Humberto Teixeira e outras de domínio público, que conta a história de um dos ícones da cena musical e cultural do país: Luiz Gonzaga.
Grupo: Dramart Produções
Recife/PE
Diretor Vital Santos
Debatedor: Cissa Guimarães

Dia 07/10 (4ª feira) | 20h
Cerimônia de encerramento e entrega dos prêmios

As peças exibidas concorrerão à premiação nas categorias de melhor ator, melhor ator coadjuvante, melhor atriz, melhor atriz coadjuvante, melhor direção, melhor figurino, melhor cenografia, melhor iluminação, melhor texto, melhor espetáculo, melhor espetáculo pelo voto popular e Prêmio Especial (que poderá premiar qualquer outra categoria). O festival dará prêmio em dinheiro ao melhor espetáculo eleito pelo júri oficial, formado por Nelson Xavier, Jaqueline Laurence e Cláudio Handrey, e pelo voto popular.

domingo, 27 de setembro de 2009

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

FEICA 1/3

Fui à feira da cachaça e preciso confessar que o evento foi bem melhor do que eu esperava.

Quase não fui. Tinha acabado de almoçar e bateu aquele sono... Mas venci a preguiça e fui pra lá. Acreditem vocês ou não, essa diligência foi quase toda pra poder postar aqui no blog depois.

Se não me engano, estava programado para começar às 14 horas, mas eu cheguei lá às 16:20. Paguei 15 dinheiros e ganhei um crachá de convidado, uma caneta, uma pasta, um bloco e uma cópia meio amassada com umas informações que não me interessaram muito. Ainda consegui pegar uma boa parte da primeira palestra, que durou até umas 17h. A representante do Ministério da Agricultura falou basicamente sobre a importância da atuação deles junto aos pequenos produtores no intuito de ajudá-los a sair da informalidade. A segunda palestra foi com um carinha do Inmetro falando sobre os critérios e a importância da aplicação do selo de qualidade para as cachaças em âmbito nacional e internacional. A terceira palestra eu perdi quase toda por causa de um infeliz que demorou a me trazer o caldinho de feijão.

No intervalo eu fui pro andar de cima e encontrei vários estandes. Não estava lotado, mas também não era um evento fantasma. Todos eles (ou quase todos) davam amostras grátis. Algumas muito boas. Depois eu tento citar algumas aqui. Algumas atendentes eram bem gostosinhas, e o mais divertido foi conhecer a confraria da cachaça: um grupo de amadores (no sentido daqueles que amam) que se reúne para degustar e debater cachaça de alambique. Divulgarei melhor no futuro.

Quase comprei uma camisa, mas o modelo que eu mais gostei só tinha restado na versão feminina, e eu não ia sair por aí com uma baby look escrito "sou brasileira / bebo cachaça". Se alguma fêmea quiser, manifeste-se agora. 20 pratas.

Achei muito triste que a maior parte dos consumidores dali estava satisfeita com essa condição. Poucos compareceram à palestra para aprender sobre outras coisas além do gosto das cachaças. Aliás, aposto que mesmo alguns dos que provaram todas estavam ali apenas para ter contato e não para ter intimidade. E tinha alguns curiosos lá que se revelaram verdadeiros pentelhos. Falavam na palestra como se estivessem em uma mesa com o melhor amigo ou faziam questão de exibir em voz bem alta seus parcos conhecimentos sobre assuntos que, às vezes, nada tinham a ver com a cachaça.

A divulgação ruim antes do evento, ela não melhorou durante o mesmo. Até agora, não sei a programação dos próximos dois dias.

O ponto positivo foi o seguinte... Cheguei lá achando que pagaria 10 reais por palestra, preço que vi no site da segunda edição do evento. Quando cheguei, me disseram que seria 15 reais. Fiquei triste, mas aceitei. Perguntei se tinha meia e me disseram que não. Durante a primeira palestra, comecei a pensar que talvez eu tivesse pago 15 reais por apenas uma da palestra. Já pensou? 45 reais por dia, 135 reais no total. Acabou a primeira palestra, vi os estandes e voltei pra segunda palestra. Beleza, não precisava pagar por cada palestra. Quando acabou o evento, fui entregar meu crachá e resolvi blefar coma recepcionista: posso guardar pra usar amanhã? Para minha surpresa, a simpática moçoila disse que sim! Que eu poderia usar nos dois outros dias ou dar para quem eu quisesse! Moral da história: 15 reais pelos três dias! Cinco reais por cada dia contendo três palestras e quantas doses de amostras grátis de cachaça meu fígado agüentar.

Saí sóbrio hoje. Veremos como será amanhã.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Ou roça ou senta!

A frase do título foi dita por uma lésbica hoje no programa Casos de Família, do SBT. O tema era "eu jogo nos dois times" e era sobre bissexuais e suas dificuldades de aceitação. O primeiro caso era de um cara que dá toda pinta de gay, mas é bi. Ele levou um primo hetero-mongol e uma amiga maria-porpurina (segundo ela, mulher que curte ficar com gays). O segundo era de uma mulher que parece hetero e levou uma amiga lésbica que não a aceita e um amigo gay que aceita. O terceiro era um bissexual que levou um amigo homossexual que também não o aceita. O último foi um homossexual que se diz ex-bi e foi lá pra falar umas duas frases antes que o programa acabasse. Ô coisinha mal planejada...

Sei o que vocês estão pensando: "esses pograma de barraco são tudo armação". Provavelmente. Mas não é porque é uma obra de ficcção que não retrata uma faceta da realidade. Fui a uma festa dia desses e não consegui ficar com uma garota lá porque ela já estava ficando com uma garota lésbica. Tá certo que a terra pertence a quem primeiro a ocupa (uti possidetis), mas as coisas com certeza teriam sido diferentes se a lésbica que estava com o "meu alvo" não fosse falofóbica. O problema não seria ela ficar com outra pessoa, mas sua boca tocar a boca de um homem.

Segundo essa garota que eu tentei, toda lésbica que ela conhece tem essa aversão a pênises, homens e assuntos relacionados. As lésbicas (ao menos se diziam lésbicas e não vamos entrar na discussão do termo) com quem eu já fiquei não pareciam ter esse problema não. Mas o caso é que nem os homens, que são treinados pra ter esse tipo de aversão, costumam ser tão radicais quanto lésbicas quando descambam a ter nojo de homem. Acho que é pra compensar a falta de um pênis.

[Por outro lado, em algumas culturas da antigüidade, o falo era cultuado como símbolo de fertilidade e virilidade. Há quem diga que o tirso carregado pelas bacantes era um desses símbolos. Atualmente acontece no Japão um festival do pênis chamado Tagata Honen Matsuri, na cidade de Komaki, no meio do mês de março (coincidentemente ou não, acontecia uma festa dionisíaca na mesma época do ano na Grécia antiga).]


Me incomodam bastante alguns personagens que encontramos por aí. Gays que são mais afeminados que qualquer mulher da face da Terra. E lésbicas que possuem mais testosterona do que o Capitão Nascimento. Pessoas saídas direto de um quadro do Zorra Total. Só pode ser porque elas tentam compensar o excesso ou a falta de pênis extrapolando no estereótipo de comportamento do gênero almejado.

Ainda existem aquelas duplas de homossexuais que um dos 2 assume o papel de fêmea e o outro de macho da relação. Normal que reproduzam o modelo padrão da sociedade com o patriarca e a dona de casa (embora eu não apoie isso), mas às vezes isso toma proporções medievais, com a lésbica-macho sendo ultra machista e achando que a outra deve fazer tudo pra ela enquanto ela toma cerveja e vê futebol, ou com o gay-fêmea sendo submisso ao seu macho.

Mas voltemos ao assunto principal: preconceito dentro da classe GLS(BTXYZetc.)... Homossexuais deveriam ser capazes de compreender a orientação sexual alheia e não ficar julgando. Quem melhor do que eles pra saber como é ser visto como um doente, um louco, um pecador? Acho que aí acontece de novo o problema da reprodução do modelo da sociedade. As pessoas crescem ouvindo que homem tem que gostar de mulher e mulher de homem. Se viram homossexuais, precisam dar uma customizada nisso: a pessoa tem que gostar de mulher OU de homem. Gostar dos dois pra alguns homossexuais é tão errado quanto gostar do mesmo sexo é para alguns heterossexuais. "As pessoas precisam se decidir..."

O cientista italiano Umberto Veronesi tem a teoria de que o futuro da humanidade é bissexual. "O homem está perdendo suas características e tende a se transformar numa figura sexualmente ambígua, enquanto a mulher está se tornando mais masculina. Desta forma a sociedade evolui para um modelo único. Desde o pós-guerra a vitalidade dos espermatozóides diminuiu 50%..." Apoio completamente as palavras do Raguinm em um dos textos que ele escreveu aqui (não lembro qual): os bissexuais é que são malandros, têm o dobro das possibilidades de sentirem prazer.

Se Dionísio apoia a liberdade sexual, os bissexuais só tão perdendo pros pansexuais, mas isso é outra história...

- Mamãe! Mamãe! Já sei o que quero ser quando crescer!
- O que, meu filho?
- Bissexual! ^^

3ª Feira Internacional da Cachaça

Começa amanhã! O evento tá a maior confusão e tem sido muito mal divulgado, mas quero ir. O site deles parou na segunda edição. Alguns sites especializados dizem que já foi (de 13 a 16 de julho) e outros (o Guia Oficial do Rio inclusive) falam, assim como o banner de ônibus através do qual eu tomei conhecimento da feira, que será do dia 24 ao dia 26 de setembro. Torço pra que esta última seja a verdadeira versão. Tentarei aparecer no Monte Líbano (Av. Borges de Medeiros, 701 - Lagoa). Se não tiver nada, eu aviso aqui. As melhores informações eu achei no site da prefeitura de Quissamã...


Já estão confirmadas as presenças da Aprodecana (Associação dos Produtores de Cachaça do Rio Grande do Sul), que trará 12 marcas de cachaça do Estado; e Sebrae/RJ, trazendo 10 marcas de Paraty e Valença, ambas no sul fluminense. Além da Quissacana; Cachaça do Zeca e Tombos (todas de Quissamã), também estão incluídas Cachaça Essência de Minas; Magnífica; Passione; Folhas de Oliva; D. Beja; Organic; MC da Boa Vista; Milagre de Minas; Germana; Monte Alto; Salinas; entre outras.

A feira promove a integração de produtores, compradores, exportadores, profissionais e consumidores em um evento de cunho sinérgico na ação de consolidar a cachaça nacional como produto de excelência no mercado de destilados.

Organização: Free Solutions Consultoria e Eventos - Tel. & Fax. 2213-2851

hilda@feica.com.br

24 a 26 de setembro

Local: Clube Monte Líbano - Av. Borges de Medeiros, 701 - Lagoa

O custo das palestras ano passado foi de R$ 10,00. Estudante pagava meia entrada.

Festival do Rio

Começa amanhã! Já tô com a minha programação em mãos. Vou aproveitar pra fazer algumas resenhas de filmes que eu considerar válidos. O texto é deles, mas sem as puxadas de saco de um release oficial.
O Festival do Rio é o maior festival de cinema do Brasil e da América Latina. A edição 2009 estará em toda a cidade de 24 de setembro a 8 de outubro. A cada ano, as principais produções dos festivais de Cannes, Sundance, Veneza e Berlim são apresentados ao público brasileiro durante o evento. Filmes inéditos no Brasil, com premieres internacionais, latino-americanas e nacionais.

O púbico verá mais de 300 longas e curtas metragens, vindos de mais de 60 países, nas mostras Premiere Brasil, Panorama Mundial, Expectativa, Limites e Fronteiras, Mostra Geração, Dox, Midnight Movies, Mundo Gay e Pocket Films, entre outras.

No ano da França no Brasil, o Festival do Rio abre os braços à cinematografia do país – representado todos os anos no evento – apresentando ao público uma homenagem ao canal de televisão ARTE e acolhendo a grande dama do cinema mundial, Jeanne Moreau. São mais de 90 filmes espalhados pelo festival.

A Premiere Brasil traz ao público e ao mercado internacional cerca de 60 filmes brasileiros inéditos, em sua grande maioria em premiere mundial.

No Pavilhão do Festival, realiza-se o Cine Encontro, discussões do público com os diretores e atores da Premiere Brasil. O púbico terá ainda a chance de participar de outros debates sobre o mercado cinematográfico e ter acesso gratuito ao lounge de games baseados em grandes filmes.

O Festival do Rio em 2009 leva ainda, a mais de 20 novos locais de exibição, uma programação especial e gratuita para todos os públicos. Na parceria com a Prefeitura do Rio de Janeiro, o Festival se estende por toda a cidade, em praças, comunidades e auditórios.

Se alguém tiver querendo ver um filme aleatório, fala comigo. Com certeza terei muitas sugestões de filmes e horários. Se for no fim do dia, tem de rolar um barzinho depois.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Avó das Havaianas

Um comercial das Havaianas foi retirado do ar por causa de uma... uma... Juro que achei o que aconteceu tão ridículo que estou com dificuldades para completar a frase. O fato que é o comercial tratava de um confronto entre uma avó e uma neta, conservadorismo X modernidade. Aí a sábia senhora dá uma de moderninha e fala algo que desagradou algumas pessoas com a mentalidade do tempo em que minha vó era virgem. Assistam ao comercial original e, em seguida, à resposta da empresa à censura.





Oráculo: TPMulheres

Encapar ou não encapar?

Meu namorado detesta camisinha. Eu tive que começar a tomar anticoncepcional esse mês por outros motivos médicos. Faço exames periódicos de DST e ele já fez também recentemente. Vocês acham que, confirmando o resultado negativo do exame e nos comprometendo a sempre faze-los, tem problemas em não usarmos camisinha?

Envie seus apelos para g.willvaz@gmail.com colocando "Conselho" no assunto. Lembrando que não somos especialistas e é sempre importante procurar a ajuda de um profissional.

Will: Meu voto é para que vocês transem sem camisinha, afinal, é muito mais gostosinho. As bases já estão cobertas: pílula pra não ficar prenha, relacionamento sério e exames periódicos pra não adoecer. Se alguma coisa acontecer apesar disso tudo, é a vontade dos deuses e não poderia ser evitada. Nem a camisinha é completamente segura. Como disse a Laura do Regras da Atração, abstinência é que é 100% seguro. Se continuar exagerando nos cuidados, algum dia você vira freira. Deixe o pau do seu namorado livre e seja feliz.

Zé Mayer: Se eu usasse camisinha com todas as mulheres que vão para a cama comigo, não haveria mais látex no mundo.





Raguinm: Isso varia muito... A princípio, eu não incentivaria você a confiar 100% no namorado. Por que? Por que homens em geral são canalhas machistas, e a traição é um privilégio masculino... Apesar disso, vocês parecem ter tomado todos os cuidados, então não vejo grandes problemas... Como bem disse o Will, 100% de segurança só a abstinência... E, pow, na moral, NÃO VALE A PENA! Mas não esqueça que doenças como o HPV, por exemplo, podem ser pegas por meios não sexuais e transmitidas depois através do sexo... Mas desencane. E, se vc nos pergunta, é porque não se sente segura, não é? Só faça se sentir. Não porque ele é muito convincente, mas porque você chegou à conclusão.

domingo, 20 de setembro de 2009

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Wooden Face

Uma pequena sátira apropriada do Charges. Começarei a colococar mais desses deboches de personagens de nossa sociedade por aqui. Não sei o quanto essa informação é verdadeira, mas é conveniente acreditar nela: dizem algumas lendas da internet que em alguns cortejos dionisíacos costumava-se fantasiar de personagens da sociedade (como políticos) para debochar e protestar contra eles. Isso explica o uso do termo "sátira " pra coisas nesse sentido, uma vez que os sátiros eram os seres da floresta que acompanhavam Dionísio em seu cortejo. Enfim... Divirtam-se com os ratinhos de Brasília cantando uma paródia de Poker Face da Lady Gaga.

terça-feira, 15 de setembro de 2009

O Cortejo

Na falta de criatividade, lembrei que tinha uma coisa interessante [Será?] pra postar. Um poema que escrevi pra Bacchanalia de carnaval de 2008. Digam o que acharam. Se algum louco (lembrando que a loucura é atributo dionisíaco) gostar, talvez eu me empolgue pra escrever outros. E queria lembrar que podem mandar obras suas por e-mail que eu publico aqui sem nem selecionar. g.willvaz@gmail.com

O CORTEJO

Saúdem Baco, deus do vinho!
Deus do êxtase e do entusiasmo!
Mênades abrem caminho,
Pondo fim a todo o marasmo!

Rei das festas, Senhor da alegria,
Da arte (e) da orgia!
Da santa à vadia,
Sigamos todos a cantoria!

Puxam o carro seis panteras!
Seguem o carro eles e elas:
Homens libidinosos!
Fêmeas loucas e belas!

Mas onde vem ele?
O homenageado?
O reverenciado?
O adorado,
Louvado e cultuado
Deus Baco?

Pois eu lhes digo:
Baco vem comigo!
Mas também contigo,
Contigo e contigo!

Baco vem no tirso!
Vem no sorriso!
Vem no sexo!
E na falta de nexo!
Ele vem na liberdade!
Ele vem na igualdade!
Na promiscuidade...
Está na harmonia
Que nasce da desarmonia!
Na fantasia!
Na poesia!
No ar que inebria!
No som que contagia!
No calor!
No tambor!
No torpor!

Sabem como é...
A tudo isso e muito mais,
EVOÉ!

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Phoebe Buffay



Eu bebo pelas criancinhas. Quanto mais eu bebo, menos há para elas beberem.

Imagine

Hoje teve palestra na faculdade. Meio a Meios, semana de jornalismo. A mesa de hoje foi sobre jornalismo 2.0, essa coisa colaborativa com a qual estamos nos acostumando. Estavam lá Francisco Valdean (Cotidiano), André Dahmer (Os Malvados), Thiago Camelo (Overmundo), Pedro Markun (Confessioni) e, direto da Argentina, os alunos da Escola de Comunicação da UFRJ Ricardo Cabral e Erick Dau (Macacos Digitais). O debate todo foi bem interessante e falaram sobre liberdade de imprensa e subversão, entre várias outras coisas menos dionisíacas.

Não vou entrar em detalhes sobre tudo o que foi dito, mas queria puxar saco publicamente do Pedro Markun. O cara tem 23 anos (um ano mais velho que eu apenas) e é consciente e inteligente pra caralho. Não que eu me ache um alienado acéfalo, mas o garoto me deixou impressionado. E ele não é seqüelado como imaginamos ativistas políticos de pouca idade [aqui eu evito com muita força citar nomes de conhecidos], é uma pessoa quase normal.

Citei aqui o Blog do Planalto quando falei do Dia da Marcha para Jesus, lembram? É o mais novo canal de comunicação do governo com a sociedade. Ou melhor, do governo para a sociedade, já que não permite comentários. Óbvio que essa escolha foi porque não queriam ler as críticas e principalmente as babaquices que alguns escreveriam, mas isso faz com que o veículo seja tão unilateral como tantos outros que já existem por aí. Eu, que não sou de comentar em blogs, quando li a notícia sobre a marcha, quis escrever algo lá e fiquei frustrado por não poder. Escrevi aqui, mas não é a mesma coisa. A chance do Lula ler é muito menor (mesmo que não seja grande se eu escrever lá). Fui informado de que foram cerca de seis meses para planejar o blog e decidir fazê-lo sem a possibilidade de comentários.

Eis que Pedro Markun percebe a demanda por comentários e faz um clone do Blog do Planalto. Um outro blog, com endereço e visual parecidos e que publica as mesmas coisas que o blog oficial (além de uma ou outra contribuição de outras fontes) e permite comentários! Não é o blog do governo, mas é óbvio que a manifestação dele e os comentários de quem comenta ali possuem potencial para serem percebidos pelos governantes. Em 15 minutos e com 30 reais pra registrar o domínio, foram subvertidos seis meses de mau planejamento da presidência.



Essa e outras possibilidades de subversão e colaboração via internet foram o tema da palestra de hoje. Termino com outro ensinamento do Markun, embora, se não me falha a memória, ele estava citando alguém. Essa coisa bonita que o digital nos possibilita, de sermos iguais e onde fronteiras não importam é praticamente a realização da música de John Lennon, Imagine. Só não é perfeito pois o acesso ainda não é universal e algumas coisas ainda precisam ser mudadas tanto nos sistemas como nas pessoas, mas é supimpa ver que nem tudo na internet se resume à campanha Chega de AiAi...

domingo, 13 de setembro de 2009

Casa Bonita

Finalmente eu tive uma sexta de derrota e fiquei em casa. Meu plano era assistir a Amor e Sexo, mas o capítulo especial de Caminho das Índias com o casamento do Tarso com a Tônia foi mais longo e degringolou a programação da Globo. Acabou que cortaram o prorama de Fernanda Lima. Assisti então a Casa Bonita e conto agora para vocês.

Pra quem não sabe, Casa Bonita é um reality show exibido pelo Miltishow que estreou dia 31 de agosto. É exibido de segunda a sexta e sábado rolam os melhores momentos. Sempre às 23:30 e às 3:30. 17 gostosas foram confinadas em uma casa em Angra dos Reis e participam de provas, quizes (???) e festas. A vencedora do programa ganha uma viagem pro Caribe com dir
eito a companhante e o povo escolhe pelo site uma que vai para Fernando de Noronha. Ambas devidamente documentadas e exibidas pelo canal.

O programa tem algumas idéias boas, mas a forma como é feito estraga tudo. É eliminada a dupla que se sair pior no quiz, o que é bom pra valorizar a inteligência das gostosas. O problema é que as perguntas feitas não colaboram com isso. Foi uma de sexo pra cada dupla e depois perguntas de esportes até o final. Acho que foram três para cada.

Outra coisa interessante é que os nerds salvam duas fêmeas da eliminação, então elas têm que se dar bem com
eles. Tinha um nerd gordaço que achava que pegaria alguma das ratas de academia e que tentou dar uma de sentimental salvando a que ele disse ser mais meiga. O outro nerd perdeu minha simpatia ao dizer "beijomeliga", mas ganhou ao salvar uma por ter ficado gostosa no bikini preto.

Fora isso, o programa teve o making off de umas fotos que elas fizeram num barco. Não tinha nada demais. O máximo que vi nessa parte foi uma foto em que a garota tirou a parte de cima do biquini e tapou os peitos com as mãos. Aliás, só consegui ver UM mamilo em todo o programa e foi quando passaram os créditos. Fora isso, só decotes e biquinis.

Pra preencher o resto do programa, havia umas cenas toscas das mulheres em atividades banais, mas com um ar de sensualidade. Era como aqueles strips do Sexy Time em que tudo acontece em câmera lenta com um blues ao fundo, só que na Casa Bonita elas não tiravam a roupa. Acho que vi uma delas lavando louça e a outra lavando e pendurando calcinhas no varal. Ela só pendurava calcinhas (o que é irônico, já que as mulheres lavam calcinhas no banho e penduram na torneira). Quem dera que fosse a única peça que elas usassem na casa...

Resumindo, me senti intelectualmente ofendido pelo programa. De reality, o xou não tem nada. As cenas pseudo-sensuais das mulheres fazendo os serviços da casa não enganam ninguém. O programa é cheio de gostosas e nenhuma mostra nem o peitinho. Tentam mostrar que elas têm conteúdo, mas vão pelo caminho errado. O apresentador não sabia fazer suspense na hora do quiz (embora eu talvez até ache isso legal, porque aquela história de "a resposta está e...........xata" já encheu o saco). Todas na casa se davam bem e não tinha a novelinha que tem em qualquer reality show. O melhor do programa foi a participação dos nerds, que também não me animou tanto assim. Broxante.

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Promoção: Todo dia é dia de prazer, todo dia é dia de Prudence.

Como os leitores mais inteligentes imaginaram, é uma promoção da Prudence. Parece uma resposta à campanha da Olla sobre o Dia do Sexo. A idéia é lembrar que o sexo não tem dia especial pra ocorrer. Isso é indiscutível [exceto para os fanáticos religiosos que fazem apenas para procriar], mas é o mesmo esquema que o dia das mães: todo dia é dia das mães, mas há um dia no calendário pra garantir a homenagem especial. Da mesma forma, todo dia é dia de sexo, mas não custa termos o dia do sexo na folhinha lembrando a todos o sentido da vida.
Participar é mole, basta preencher o formulário e contar em até 600 caracteres [mentira, pq tive que enviar o meu em 526 pra aceitarem] uma aventura sexual sua. Recomendo que leiam os vencedores anteriores pra saber o estilo de texto que eles esperam [nada pesado, infelizmente].

A promoção rola de 10 a 30 de setembro. São 3 mini contos escolhidos por dia (e 10 a mais no dia 22, Dia dos Amantes) e os autores levam um Kit Prudence, que contém 12 pacotes diferentes de camisinha, um tubo de gel lubrificante com aroma de hortelã, um relógio e um mini travesseiro com bolso para camisinhas. Ao final do mês, as 3 melhores histórias vão ganhar um Ipod Nano 8GB.

Tô divulgando a notícia só hoje, porque enviei o meu conto ontem. O resultado deve sair hoje ou amanhã. Torçam por mim. Se eu ganhar, posto aqui o texto. Confiram o site da promoção e tentem vocês também. Boa sorte e que Baco esteja convosco.

Oráculo: TPMulheres.net

Editado em 11/9: É... Não ganhei... =/ Mas achei o kit do Dia do Sexo da Olla pra vender! O dia já passou, mas ainda quero a camisa.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

XIV Bienal do Livro Rio

Começa amanhã! Para mais informações, acessem o site da Bienal.

XIV Bienal Internacional do Livro do Rio de Janeiro

Data: 10 a 20 de setembro de 2009
Local: Riocentro
Avenida Salvador Allende, nº 6.555 – Barra da Tijuca
Tel.: 21 3035-9204

Horários:

Dia 10 - das 12h às 22h
Dia 11 - das 09h às 22h
Dia 12 - das 10h às 22h
Dia 13 - das 10h às 22h
Dia 14 - das 09h às 22h
Dia 15 - das 09h às 22h
Dia 16 - das 09h às 22h
Dia 17 - das 09h às 22h
Dia 18 - das 09h às 22h
Dia 19 - das 10h às 22h
Dia 20 - das 10h às 22h

Ingressos:

R$ 12,00 - inteiro
R$ 6,00 - meia-entrada para estudantes e idosos acima de 60 anos
R$ 60,00 - Passaporte Bienal: válido para todos os dias do evento

Os estudantes devem apresentar documento de identificação estudantil com data de validade. Caso no documento apresentado não conste data de validade, deverá ser apresentado outro que comprove a matrícula ou a freqüência no ano letivo em curso acompanhado de carteira de identidade.

Os idosos devem apresentar carteira de identidade.

Menores de 1,00m não pagam. [Preconceito com so não-anões...]

Na bilheteria do evento só será aceito dinheiro e cartão de débito.


Call Center Ingresso Mais

Tel.: (21) 3005-4314
Tel.: (11) 2122-4076

Faz bem beber porra!

Não tá faltando vírgula no título não. Que beber álcool faz bem, todos já sabem [eu espero]. A novidade agora é a justificativa pra se beber esperma. Eu já havia publicado aqui sobre os benefícios que engolir sêmem diariamente pode representar no combate ao câncer de mama, mas eu publiquei isso no dia 1º de abril e fico surpreso ao ver o quanto levaram isso a sério... Agora a coisa parece ser séria.

Como explicar o costume das fêmeas de engolirem o esperma dos machos? Em princípio, todas as informações necessárias poderiam ser obtidas com a manipulação e o contato oral. A deglutição inclusive impediria o importante exame visual. Qual o propósito então?

Não, não é porque é nutritivo, apesar de ser rico em frutose. Engolir porra é uma maneira da mulher desenvolver tolerância aos antígenos do seu macho. Um artigo publicado no ano 2000 por um grupo holandês na revista de imunologia reprodutiva, mostrou que o sêmen é rico em uma série de compostos chamados de HLA, a sigla em inglês para "antígeno dos leucócitos humanos". São as proteínas específicas produzidas na superfície das nossas células e que ajudam o nosso corpo a reconhecer o que pertence a ele e o que é estranho. São as mesmas proteínas que fazem com que o organismo tente rejeitar um órgão transplantado, por exemplo.

A razão pela qual muitas mulheres não conseguem engravidar é a rejeição ao embrião, ou ao feto. Não é de todo insensato. Biologicamente, ele é um 'corpo estranho', ou pelo menos 50% estranho, que se comporta como um parasita no corpo da mulher. O estudo mostra que o sêmen rico em HLA ajuda a desenvolver a tolerância da mulher ao macho, fazendo com que na hora que o sistema imune for reconhecer as proteínas na superfícies das células do feto, aqueles outros 50% de moléculas estranhas, não sejam tão estranhas assim.

Você pode achar que é brincadeira, mas o fato é que existe uma correlação direta entre mulheres que tem contato oral intimo (engolem sêmen) com o parceiro antes da concepção e a frequência de eclampsia (uma doença da gravidez que pode levar ao aborto natural e até a morte da mãe). Mulheres que engolem, tem menos eclampsia. Quanto maior a freqüência da deglutição, menor a chance de eclampsia.

E não é só isso. O muco que preenche o cérvix feminino (mais conhecido como aquela babinha que geralmente escorre depois da relação sexual) é cheio de glóbulos brancos que defendem a entrada da cavidade abdominal contra bactérias e agentes infecciosos. Mas que também atacam os espermatozóides que nadam pelos canais do muco para chegarem nas trompas. A tolerância as células do macho também reduz o ataque desses linfócitos.

Só lembrando, o esperma ainda transmite a AIDS, então não é pra ficar engolindo o de qualquer um. Só o do futuro pai de seus filhos ou de alguém de confiança como eu.
[Roubei do blog Você que é Biólogo...]

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Sore o Aborto, por George Carlin

George Carlin é um comediante norte-americano (daqueles que fazem shows falando sem parar) e que fala sobre temas atuais e opiniões dele sobre esses temas... fala muito de politica, moral, religião, etc. Esse é um vídeo específico sobre o Aborto e é mt bom! Infelizmete, só tem na internet as versões em inglês sem legenda. Mas quem conhece alguma coisa, consegue entender. E vale a pena porque é mt inteligente e mt engraçado. Mt bom!

Naturalidade do Sexo

Bom, isso aqui é uma discussão mais conceitual mesmo. Mas acho que todos poderiam se interessar por ela, já que trata de um tema que todos valorizam.. quer dizer, exceto os padres e os moralistas em geral... Mas eles não contam, né? Acho que não leriam isso aqui caso fossem apresentados! Então.. fodam-se eles! ahaha

Tá, isso aqui também tem a ver com o fato de que eu não posto aqui há muito tempo, mas acho que esse aqui é um tema interessante tb, então aí vai!

Bom, primeiro, a questão é o quanto que o sexo é ou deve ser naturalizado, ou melhor, banalizado, como e pq. Claro que isso aqui renderia um belo gigante artigo acadêmico, com páginas e páginas de citações, teorias, termos rebuscados, nomes impronunciáveis, enrolação.. Mas não tenho mt saco pra isso e não é os acadêmicos os que quero atingir.
Então aqui vai um resumo!

Primeiro, o que é propriamente o sexo? No sentido mais geral da coisa... O que diferencia a masturbação do sexo? Ou que diferencia... sei lah... urinar de fazer sexo?
Bom, eu poderia dizer que é um ato de envolvimento entre duas pessoas que se amam e que compartilham suas almas no momento mágico e blá, blá, blá... Mas, na boa, hoje em dia nós conseguimos evoluir para abandonar esse tipo de crendice. Sexo é, no critério mais generalista possível, o estímulo direto de um órgão sexual por outra pessoa com objetivo de dar prazer na que é estimulada. Só isso. Só e apenas isso. Todo o resto está ao redor.

E por que não digo que é um ato reprodutivo? Bom, eu responderia perguntando... Você faz sexo só por reprodução? Pois se faz, meu amigo ou minha amiga, saiba que você retrocedeu em alguns milhões de anos de evolução que fizeram com que os golfinhos, os macacos, os cachorros e nós humanos abandonássemos o sexo apenas por reprodução (agora fiquei pensando no quanto o feudalismo foi um puta retrocesso moral..!). Simplesmente por que a evolução nos abençoou (não conscientemente, claro) com o prazer durante o sexo. É o prazer que atrai a nós, os cachorros,os leões e os golfinhos a fazermos sexo. Pois bem, isso ajuda a nossa reprodução sim, mas é apenas uma consequência.

Pode até ser que consideremos o fato de que a causa última dessa coisa nos dar prazer seja o fato de que o sexo tradicional (penetração hetero) faz reproduzir, em boa parte dos casos (não todos e nem na maioria), a espécie. Mas a partir do momento em que surge o prazer na evolução, o q passa a contar na cabeça de quem faz o sexo não é o quanto isso vai ajudá-lo a ter filhinhos (até por que se fosse assim os leões nunca fariam uma estupidez dessa, já que um desses filhinhos mais tarde irá mais tarde simplesmente humilhá-lo e assassiná-lo em combate).
Se é assim, então, podemos entender que o motor do sexo é o prazer. E se é assim, por que condenar formas diferentes de conseguir prazer? Por que renegar que um homem faça sexo com outro homem ou uma mulher com outra mulher? Por que homens e mulheres foram feitos para reproduzir entre si? E daí?? Eu não quero ter filhos toda vez que transar (até por que se isso acontecesse, estaríamos todos muito fodidos... literalmente!). Assim também qual é o problema dos caras e das meninas transarem entre si? Dá prazer não dá? Otários somos nós de não aproveitarmos mais uma forma de conseguirmos um prazer diferente! Bissexuais é que são espertos!

E se também é assim, me digam, por que diabos se privar de fazer sexo? Por que fazer aquele "cú doce" de não transar na primeira noite? Oras, vai ser bom não é? Se vai ser gostoso, se vai te dar prazer, interessa se o outro está envolvido num laço mágico e místico e espiritual de completude, complicidade, amor...? Importa se ele é bom de cama ou não! Só isso. E por que inclusive recriminar alguém que faça isso? Por que chamar uma mulher de piranha quando ela faz sexo com quem ela quer quando quer? Ela é que tá sendo esperta! Deixe a moça ser dona do corpo dela e usá-lo para ter mais do que faz bem a ela! Não estamos nem tratando de algo que faça mal! Mesmo que fosse, a opção é dela! Mas estamos tratando de uma coisa que todo homem quer fazer mas recrimina que elas façam. Hipócrita, não? E se você especificamente não quer, deveria querer, amigo; você não sabe o que está perdendo..!
E por que criticar sua parceira ou parceiro de fazer sexo com quem quiser mesmo não sendo você? Por quê isso??? Não é prazer que os move a fazer sexo? Ou fazem por obrigação um com o outro pra cumprir uma formalidade? Ou será que é por que estão só e exclusivamente afirmando o mágico, místico e espiritual "amor" que os envolve e blábláblá...? Se é assim, então quer dizer que se o sexo foi uma merda, o cara não alcançar nenhum nervo da vagina da mulher etc, tá valendo? Bom, gente, se vocês fazem esse tipo de desperdício de energia e de tempo, por favor, se amem de algum outro jeito! Se alguém pode te dar prazer de um jeito legal, se pode fazer você se sentir satisfeito ou satisfeita de saber que está dando prazer para o outro... Por que não fazer isso? Só por que você ama uma tal ou qual pessoa? Por que amor tem que restringir o sexo e o prazer? Amar é fugir do prazer e da satisfação?

Existem uma série de entraves morais que a nossa sociedade (e a nossa civilização, de um modo geral) inventaram que não servem para nada no que tange o sexo em si. Mas justamente por conta do seu papel reprodutivo, as sociedades monogâmicas e patriarcais de classe e casta restringiram o sexo e o prazer dele para garantir que seus filhos seriam legítimos e que poderiam passar suas heranças para eles e não para a prole de um outro homem qualquer. Essa babaquice fez a nossa história, e hoje colhemos os frutos dela.
Graças ao cristianismo? não, isso é ser simplista e idealista. Existe um processo histórico em que a sociedade se estruturou necessitando de que o sexo fosse restrito. O Cristianismo é só a expressão ideológica mais acabada dessa babaquice.

Mas uma coisa legal de se perceber é que toda essa história de restrição sexual não é pra todo mundo. Uma das divisões mais claras é a de gênero. Isso tudo de restrição sexual sempre foi um prejuízo vivido pelas mulheres. A monogamia, a castidade, etc. só se aplicam às mulheres ao longo da história. A liberdade sexual e a traição são privilégios masculinos, afinal, o casamento e as restrições sexuais só servem para evitar o livre trânsito de genes de outro macho nas sua progênie. Homens gregos faziam sexo uns com os outros com toda tranquilidade, na idade média os cavaleiros estupravam mulheres e faziam festas na Igreja regadas a prostitutas.. e não esqueçamos da histórica prostituição, que existe desde o início das restrições sexuais (e não desde sempre, como intuem alguns).
Bom, opinião final. Façam sexo. Banalizem o sexo. Ele é uma coisa normal e natural... e é boa! Estimulemos que as pessoas de quem gostamos façam, por que é bom e todos merecem nem que seja um pouco. Banalizemos o sexo. Falemos dele por aí, troquemos esperiências, melhoremos nossas possibilidades de conseguir com ele o que nos move a fazê-lo: prazer. Demos prazer a outros também, afinal, se estamos recebendo deles ou delas (sim, no plural, por que podem ser mais de uma pessoa ao mesmo tempo), se estão nos fazendo esse favor, eles merecem pelo menos na mesma medida que nós. Façamos mais sexo, com quem acharmos que pode fazer isso ser experiência interessante, seja por que você gosta de pênis muito grandes, ou por que você gosta de ser amarrado e levar tapas na bunda, ou por que você ama a pessoa. Tanto faz. E rompa com as amarras que te fazem fugir de uma forma de prazer possível, ou não sentir esse prazer. Experimente, aproveite, curta. O Sexo está aí pra isso, pra ser aproveitado.

Sei que esse chamado não resolve o problema e que na verdade tem que haver uma mudança social bem maior. Mas a transformação que queremos criar tem que ser construída de hoje. Combato o machismo, a homofobia e o moralismo desde hoje pois quero que eles todos acabem na sociedade que quero construir nesse mundo. E faça um apelo para que façam o mesmo. Mas, pô, gente, sejamos sérios... vocês gostam, neh?

domingo, 6 de setembro de 2009

Dia do Sexo

Hoje é dia do sexo! A campanha foi lançada pela fabricante de preservativos Olla no ano passado. Segundo eles, eles querem que todo mundo comemore e tire o atraso. Segundo o Will, eles querem apenas vender mais camisinhas. Ironicamente, a data escolhoda, 6/9 [69, sacaram?] remete a uma posição que raramente as pessoas fazem com camisinha. Mas qualquer desculpa pra fazer sexo é uma causa nobre, apesar de eu achar que o sexo por si só já é um bom motivo.

Eu vou comemorar na 2A2 na festa Foxx Rock. Depois eu conto aqui como foi. Espero que vocês aproveitem bastante este dia. Com camisinha, claro. Não quero meus leitores doentes, nem trazendo fedelhos chatos ao mundo.

Então vamos seguir a sugestão da campanha: saia do PC e vá trepar.

Ah. E deixo aqui com vocês alguns videos da campanha. Divirtam-se.






quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Marcha para Jesus

O projeto de lei que institui o Dia Nacional da Marcha para Jesus erá sancionado nesta quinta-feira pelo presidente Lula em cerimônia no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília. A criação da data nacional é uma iniciativa do Senado.

A Marcha para Jesus eve origem em Londres e hoje ocorre em diversos países, com o objetivo central de promover a manifestação pública da fé cristã. [Eles já não fazem isso nas romarias e procissões?!]

A notícia é de hoje, do Blog do Planalto. Eu tô torcendo muito pra tudo não passar de uma grande piada e no final Sérgio Malandro aparecer gritando "salcifufu". Cadê aquela história de que o Estado é Laico? Só aceito que esse dia passe a existir como forma do rebanho não atrapalhar o trânsito e a vida alheia quando estiver fazendo suas marchas e cantorias.

Falando nessas caminhadas católicas, tenho a forte impressão de que mesmo que eles façam em uma área urbana, não sofrem ou sofreriam represálias. [Me corrijam se eu estiver errado sobre isso.] Será que uma caminhada dedicada a outra entidade seria tratada da mesma forma se atrapalhasse a vida das pessoas?

Sempre que leio alguma coisa que qualquer governo brasileiro (incluindo aí estados e municípios) decidiu sobre religião, é quase sempre sobre a religião católica ou sobre as "outras religiões" como um todo. Ou é uma iniciativa pra dar vantagem à ICAR (Igreja Católica Apostólica Romana) ou é uma medida pra compensar alguma desvantagem das outras. Nunca é uma medida que vislumbre a princípio todas as religiões ou que privilegie outra que não a do papa. [Novamente, citem nos comentários se souberem de algum caso que me contradiz.]

Queria ver se o governo aprovasse o dia da marcha para Ogum, para Buda ou para Dionísio. OK, nós temo pelo menos 5 dias de marcha para Dionísio durante o carnaval, mas poderiam mudar o nome do evento então.

Ainda dentro do assundo de marchas e religiões, acontecerá dia 20 de setembro, às partindo do posto 6 da praia de Copacabana rumo ao Leme, uma marcha em defesa da liberdade relgiiosa, fim de preconceito religioso, essas coisas... Infelizmente, a marcha tem como slogan "eu tenho fé". Essa liberdade religiosa já tá proibindo a possibilidade de não se ter fé. Eles aceitam agnósticos, mas não consideram ateus.

Acho uma campanha válida para religiões menos conhecidas, como os Seguidores de Dionísio, porém vou achar muito mais divertido se um grupo de céticos aparecer por lá exigindo seus direitos. Começo a divulgar pros meus amigos ateus revoltados hoje mesmo.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Peladões Presos

O G1 preparou uma lista do que, segundo eles, seriam os 10 casos mais bizarros que terminaram em prisões envolvendo peladões.

Eu ia colocar a lista deles aqui, mas desisti. Resolvi dar a minha própria contribuição para este campo do conhecimento tão vital à sobrevivência da humanidade. As informações são fruto de uma rápida e descompromissada pesquisa
ao oráculo do deus Google (brasileiro+pelado+preso) e qualquer um pode conferir.
  1. Em janeiro de 2003, durante o 3º Fórum Social Mundial (Porto Alegre - RS) rolou uma manifestação pelo direito de se tomar banho pelado nos chuveiros do acampamento. Parece que tudo começou quando uma mulher tentou se banhar assim e foi reprimida pelos policiais. A notícia não menciona prisão, mas fala que a polícia agiu de forma violenta. [Adorei os refrões "opa opa opa, todo mundo tira a roupa" e "abaixo a repressão, todo mundo peladão".]

  2. Em 2005, um ex-fuzileiro naval britânico foi preso em Edimburgo por ter comparecido a uma audiência completamente nu. Ele tinha o objetivo de atravessar a Grã-Bretanha de posse de uma mochila, um chapéu e... só. Sua primeira tentativa (2003/2004) lhe rendeu 14 prisões. Em junho de 2005 ele recomeçou e estava a 5 dias de cumprir sua missão quando foi preso. [Me pergunto como ele andou pelado por tanto tempo sem problema.] Não sei se ele já conseguiu terminar o trajeto.


  3. Em abril de 2007, Edson Santos, meio-campo do União Cacoalense, da cidade de Cacoal, em Rondônia, foi preso por correr pelado pelas ruas da cidade de madrugada. O jogador estava fugindo da polícia, pois foi flagradotransando com um travesti dentro do carro.

    IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA
    IMAGEM MERAMENTE ILUSTRATIVA

  4. Em abril de 2008, mais uma prisão envolvendo nudez. Só que o pelado era o policial, que tirava um cochilo [provavelmente depois do cumprimento do dever com a patroa] quando sua esposa lhe acordou e ele viu que seu carro estava sendo roubado. Não pensou duas vezes: pegou apenas uma lanterna [???] e correu atrás do meliante pelas ruas da Nova Zelândia.

  5. Em junho de 2008, André Pasqualini foi preso por participar da edição de São Paulo da World Naked Bike Ride, que já mencionei aqui. Ele diz que foi o único a ser preso e escreveu um texto pra lá de revoltado assim que voltou pra casa.

    NÃO É O PASQUALINI, MAS TAMBÉM SOFREU NOS PÉS DA POLÍCIA

  6. Em outubro de 2008, um turista resolveu nadar nu no lago imperial no Japão. Só foi preso depois de cerca de uma hora e meia de perseguição. Recomendo que acessem o Casa do KCT pra verem o video. [Não entendo lhufas do que a apresentadora japinha fala, mas as cenas são impagáveis.]

    COM O PIKACHU DE FORA
Adoro ficar pelado, principalmente em público. Já me expus na faculdade, no arpoador, na Lust Party... Qualquer dia conto as histórias aqui. Felizmente, não me acarretaram nenhum problema.

Fiquei com vontade... Quem se anima pra uma festa do cabide?